Lei de Mendel

Publicado: 30 de abril de 2010 por Ricardo em Genética
Tags:, , , , , , , ,

A primeira lei de Mendel, chamada de lei da segregação ou lei da pureza dos gametas, pode ser enunciada da seguinte forma: na formação dos gametas, os pares de fatores se segregam.

Vamos chamar de linhagem os descendentes de um ancestral comum. Mendel observou que as diferentes linhagens, para os diferentes caracteres escolhidos, eram sempre puras, isto é, não apresentavam variações ao longo das gerações. Por exemplo, a linhagem que apresentava sementes da cor amarela produzia descendentes que apresentavam exclusivamente a semente amarela. O mesmo caso ocorre com as ervilhas com sementes verdes. Essas duas linhagens eram, assim, linhagens puras. Mendel resolveu então estudar esse caso em especifico.

A flor de ervilha é uma flor típica da família das Leguminosae. Apresentam cinco pétalas, duas das quais estão opostas formando a carena, em cujo interior ficam os órgãos reprodutores masculinos e femininos. Por isso, nessa família, a norma é haver auto-fecundação; ou seja, o grão de pólen da antera de uma flor cair no pistilo da própria flor, não ocorrendo fecundação cruzada. Logo para cruzar uma linhagem com a outra era necessário evitar a autofecundação.

Mendel escolheu alguns pés de ervilha de semente amarela e outros de semente verde, amasculou as flores ainda jovens, ainda não-maduras. Para isso, retirou das flores as anteras imaturas, tornando-as, desse modo, completamente femininas. Depois de algum tempo, quando as flores se desenvolveram e estavam maduras, polinizou as flores de ervilha amarela com o pólen das flores de ervilha verde, e vice-versa. Essas plantas constituem portanto as linhagens parentais. Os descendentes desses cruzamentos constituem a primeira geração em estudo designada por geração F¹, assim como as seguintes são designadas por F², F³, etc.

Resultados em F¹

Todas as sementes obtidas em F¹, foram amarelas (por serem dominantes e as verdes recessivas), portanto iguais a um dos pais.

Uma vez que todas as sementes eram iguais, Mendel plantou-as e deixou que as plantas quando florescessem, autofecundassem-se, produzindo assim a geração F².

Resultados em F²

As sementes obtidas na geração F² foram verdes e amarelas, na proporção de 3 para 1, sempre 3 amarelas para 1 verde. Inclusive na análise de dois caráteres simultaneamente, Mendel sempre caía na proporção final de 3:1.

Interpretação dos resultados

Para explicar a ocorrência de somente sementes amarelas em F¹ os dois tipos em F², Mendel começou admitindo a existência de fatores que passassem dos pais para os filhos por meio dos gametas. Cada fator seria responsável pelo aparecimento de um caráter.

Assim, existiria um fator que condiciona o caráter amarelo e que podemos representar por A (maiúsculo), e um fator que condiciona o caráter verde e que podemos representar por a (minúsculo). Quando a ervilha amarela pura é cruzada com uma ervilha verde pura, o híbrido F¹ recebe o fator A e o fator a, sendo portanto, portador de ambos os fatores. As ervilhas obtidas em F¹ eram todas amarelas, isso quer dizer que, por ter o fator A (maiusculo), esse se manifestou, sendo assim chamado de “dominante”. Mendel chamou de “recessivo” (a)(minúsculo) o fator que não se manifesta em F¹. Utiliza-se sempre a letra do caráter recessivo para representar ambos os caráteres, sendo maiúscula a letra do dominante e minúscula a do recessivo.

Continuando a análise, Mendel contou em F², o número de indivíduos com caráter recessivo, e verificou que eles ocorrem sempre na proporção de 3 dominantes para 1 recessivo.

Mendel chegou a conclusão que o fator para verde só se manifesta em individuos puros, ou seja com ambos os fatores iguais à a (minúsculo). Em F¹ as plantas possuíam tanto os fatores A quanto o fator a sendo, assim, necessariamente amarelas. Podemos representar os indivíduos da geração F¹ como Aa (heterozigoto e, naturalmente, dominante). Logo para poder formar indivíduos aa (homozigotos recessivos) na geração F² os gametas formados na fecundação só poderiam ser aa.

Esse fato não seria possível se a geração desse origem a gametas com fatores iguais aos deles (Aa). Isso só seria possível se ao ocorrer a fecundação houvesse uma segregação dos fatores A e a presentes na geração F¹, esse fatores seriam misturados entre os fatores A e aprovenientes do pai e os fatores A e a provenientes da mãe. Os possíveis resultados sendo: AA, Aa, aA (a letra que representa o dominante deve vir sempre a frente da letra que representa o recessivo, asim ficaria Aa) e aa.

Esse fato foi posteriormente explicado pela meiose, que ocorre durante a formação dos gametas. Mendel havia criado então sua teoria sobre a hereditariedade e da segregação dos fatores.

Pequena revisão do que foi visto na aula!

Gene
São as unidades hereditárias transmitidas de pais para filhos. São constituídos por DNA e localizam-se nos cromossomos. No cromossomo, cada gene ocupa uma posição específica chamada lócus.

Alelos
Normalmente, o DNA é uma molécula estável, mantendo a sua estrutura por meio das autoduplicações. Uma alteração no DNA constitui uma mutação, dando origem a um gene diferente do normal. Com a mutação, o gene aparece sob duas ou mais formas alternativas designadas por alelos. Exemplo: Na coloração da pele humana, existem dois alelos, um produtor de melanina e outro com incapacidade de produzir tal substância, provocando o albinismo.

Genótipo
É o patrimônio genético do indivíduo, representado pelo conjunto de seus genes.

Fenótipo
É qualquer aspecto morfológico ou fisiológico de um organismo, resultante da interação do genótipo com o meio ambiente.

Homozigoto
É o indivíduo cujo caráter é condicionado por dois genes iguais. De acordo com a primeira Lei de mendel (Lei da segregação), tal indivíduo forma apenas um tipo de gameta.

Heterozigoto
É o indivíduo cujo caráter é condicionado por dois alelos diferentes (A e a). Tal indivíduo produz dois tipos de gametas.

Gene Dominante
É o gene que se manifesta em homozigose ou heterozigose.

Gene Recessivo
É o gene que só se manifesta em homozigose.
ex: Se considerarmos a herança da cor da semente em ervilhas, teremos:

Os cruzamentos básicos
Um par de alelos regula a cor da semente de ervilha: o dominante V produz cor amarela; o recessivo v, cor verde. Nos cruzamentos, usaremos os seguintes símbolos:

P = geração parental;

G = gametas;

F1 = primeira geração;

F2 = segunda geração.



Anúncios
comentários
  1. Em 1865, o monge austríaco Gregor Mendel concluiu que cada característica de um indivíduo era determinada por um par de fatores hereditários. Na formação dos gametas os fatores se separavam, de modo que o gameta era portador de apenas um fator responsável por uma determinada característica. Primordialmente as teorias de Mendel não foram bem aceitas, porém no inicio do século passado o que ele havia idealizado estava sendo comprovado, pois nos cromossomos das células haviam partículas responsáveis pelas características hereditárias. Consolidava-se então a teoria cromossômica da herança, segundo o qual os fatores hereditários, já então denominados genes, se distribuíam ao longo dos cromossomos. Só em 1940 foram obtidas as primeiras evidencias de que a substância responsável pela a hereditariedade era o Ácido Desoxirribonucléico ou DNA. No DNA estão contidos os genes onde estão escritas as mensagens genéticas ou código genético. Posteriormente o DNA receberia o modelo de dupla-hélice.O local onde se situam os genes é chamado de “Lócus Gênico”

  2. Ana Carla disse:

    ahaam, ele é o peso mesmo ! nunca iria passar pela minha cabeça observar uma ervilha ¬¬ kkkkkkkkkkkkk
    sooonha Mikael, um dia você chega lá vio fi ? õ/ aushaushas’

  3. Mikael disse:

    O cara era o peso mesmo. A pessoa, a partir de uma ervilha, conseguir desvendar o mistério, que era as características dos seres vivos, só sendo Mendel mesmo.

    Mikael Mendel. HEHE, um dia chego lá, revolucionando a biologia.

  4. é concordo com leo! Mendel era esperto. Diga aê! virar monge e fazer uma das descobertas mais facinantes que desvendam os misterios das nossas caracteristicas

  5. Leossandra C. ;) disse:

    Esse Mendel eh o peso, ainda beim q colocaram esse topico, ja facilita para a prova [hehehehhehe/brincadeirinha/]
    Ms tipo, essa descoberta de.lle foi show, eh algo do tipo fascinante!
    Mendel o cara vey, mui inteligente!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s