Arquivo da categoria ‘BioCuriosidades’

Daltonismo

Publicado: 17 de agosto de 2010 por Felipe em BioCuriosidades, BioEscola, Genética
Tags:, , ,

Para entender o daltonismo, você precisa compreender alguns fatores sobre a visão em cores.

A parte do olho que percebe a luz e lida com a visão em cores é chamada de retina. Existem estruturas na retina com formatos de bastonetes e cones. Os bastonetes ajudam a enxergar com pouca luz em preto e branco, os cones ajudam a enxergar em cores e também a ver os detalhes. Os bastonetes e os cones contêm substâncias químicas fotossensíveis. Nos bastonetes, essa substância química é a rodopsina. As substâncias químicas presentes nos cones são chamadas de fotopigmentos. Há três tipos de cones e cada um possui um fotopigmento diferente sensível a um certo comprimento de onda de luz. Como a maioria das pessoas têm todos os três tipos de cones, a visão humana normal é chamada de tricromática.

A Deficiência na visão de cores pode descrever o fato com com mais clareza. Existem diferentes tipos de problemas de visão em cores e diferentes graus de gravidade. Os problemas de distinção das cores vermelho e verde são os mais comuns.

Pessoas com deficiência na visão de cores leves possuem tricromacia anômala, o que signifca que elas possuem os três tipos de cones, mas um deles é defeituoso. Uma pessoa com deuteranomalia, o tipo menos grave de daltonismo, e também o mais comum, apresenta uma alteração dos cones vermelhos, enquanto alguém com protanomalia apresenta alterações dos cones verdes. Pessoas com visão deuteranômala podem até não saber que não enxergam as cores normalmente. A tritanomalia, a dificuldade em distinguir azul e amarelo, é muito rara.

Pessoas sem um dos tipos de cones possuem visão dicromática, o que é mais grave do que a tricromacia anômala. Dentro dessa categoria de visão bicromática, há três tipos diferentes.

  • Deuteranopia – ausência de cones verdes (também conhecidos como cones L, sensíveis a longos comprimentos de onda de luz).
  • Protanopia – ausência de cones vermelhos (cones M ou cones sensíveis a comprimentos de onda médios).
  • Tritanopia – ausência de cones azuis (cones C ou cones sensíveis a comprimento de ondas curtas).

Monocromacia é o próximo degrau da escala da visão em cores. Os monocromatas enxergam tudo em preto, branco e em tonalidades de cinza. Existem dois tipos de monocromacia: monocro

macia de bastonetes e monocromacia de cones. As pessoas com monocromacia de bastonetes, também chamada de acromatopsia, também possuem uma visão muito ruim e alta sensibilidade à luz. Elas também apresentam nistagmo, o que faz a órbita dos olhos parecerem meio trêmulas.

Veja como uma pessoa daltonica enxerga :

Segue-se a seguinte ordem : Normal, Tritanopia,Protanopia e Deutranopia

Teste se você tem daltonismo, identificando os números que você observa na figura abaixo:

Anúncios

Tipagem sanguínea

Publicado: 29 de julho de 2010 por Felipe em BioCuriosidades

Acompanhe o vídeo abaixo e veja o que espera por você na aula prática sobre tipagem sanguínea do Prof. Fabricio.

O exame de sangue

Publicado: 29 de julho de 2010 por Felipe em BioCuriosidades

Veja passo-a-passo como é feito esse processo, desde a chegada do paciente até o resultado final.

Macho ou fêmea ?

Publicado: 29 de julho de 2010 por Felipe em BioCuriosidades
Tags:, , , , , ,

 Nos seres humanos, o sexo de um indivíduo é determinado na hora da fecundação pelo material genético carregado dentro do espermatozóide. Se o espermatozóide que carrega um cromossomo X quando fertiliza o óvulo, a prole será tipicamente fêmea (XX); se o espermatozóide que carrega um cromossoma Y fertiliza o óvulo, a prole será tipicamente masculina (XY). Isto se refere ao sistema de sexo-determinação XY que é típico na maioria dos mamíferos, mas existem outros sistema de sexo-determinação. Aproveitem e pesquisem outros sistemas que determinam o sexo de um ser vivo.

Sabemos que o coração “bombeia” o sangue gerando a circulação sanguínea, mas serásabemos quem realmente descobriu ? Prestem bem atenção e veja quem e como foi descoberto:

  Durante a historia percebemos que o coração é associado a diversos fatores que levam desde atributos  a sentimentos humanos, como ao ódio, inveja e principalmente o amor. Não sabia  certamente pra que sevia o caração mas com o passar da historia, mais precisadamente no século 17 o  médico inglês William Harvey descobriu através de uma série de estudos a função do coração, que  distribui o sangue oxigenado a todos os orgãos e , ao mesmo tempo, recebe o não oxigenado e que havia dois grandes circuitos realizada pelo organismo humano (o geral e o pulmonar)         

O cientista baseou-se em suas pesquisas sobre a circulação do sangue e o movimento do coração em   animais vivos, assim como em dissecações, para explicar o mecanismo do aparelho circulatório, que expôs em sua obra ENSAIO ANATÔMICO SOBRE O MOVIMENTO DO CORAÇÃO E DO SANGUE NOS ANIMAIS, publicada em 1628. 

A partir desse momento, a ciência conheceu o mecanismo da circulação sanguínea, deduzida por Harvey por meio da evidência externa, uma vez que não possuía microscópio para explorar o funcionamento dos vasos e explica a passagem do sangue por eles.

Quem foi Johann Mendel ?

Publicado: 8 de maio de 2010 por Felipe em BioCuriosidades
Tags:,

Johann (Gregor) Mendel nasceu em Heinzendorf (que, naquela época, pertencia à Áustria, mas hoje faz parte da República Checa), a 22 de junho de 1822, e morreu em Brno, Morávia (atual República Checa), a 6 de janeiro de 1884. Filho de camponeses, cedo se apaixonou pelo estudo das plantas.

 Em 1843 entrou para o convento de Brno, da Ordem dos Agostinianos, e, depois de ordenar-se em 1847, estudou física e ciências naturais na Universidade de Viena. Ao entrar para a vida religiosa, ele substituiu seu nome de batismo (Johann) por Gregor. Nos jardins do convento, Mendel iniciou, em 1856, as experiências sobre hibridação de ervilhas-de-cheiro, em que prosseguiu durante dez anos. Elas lhe permitiram estabelecer as leis que regem a hereditariedade. Mendel criou um sistema para contagem dos híbridos resultantes do cruzamento das plantas e, tomando por base a altura dos vegetais e a cor das sementes e das flores, formulou leis relativas à hereditariedade dos caracteres dominantes e recessivos.

Essas leis, que colocam em evidência a descontinuidade do patrimônio hereditário, credenciam Mendel como fundador da genética. Foram confirmadas muitos anos depois, por diversos pesquisadores, e constituem a base da teoria cromossômica da hereditariedade.

 Mendel publicou o resultado de suas pesquisas nos trabalhos Experiências sobre híbridos das plantas, de 1865, e Alguns híbridos do Hieracium obtidos por fecundação artificial, de 1869. Esses trabalhos foram apresentados à Sociedade de Ciências Naturais de Brno, mas não receberam nenhuma atenção.

Insetos tem sangue ?

Publicado: 2 de maio de 2010 por Felipe em BioCuriosidades
Tags:,

Você pode até está respondendo agora, acho que não nunca vi uma formiga nenhuma  mosca e nem uma barata sair sangue dela. Mas na realidade os insetos tem sangue, mas não igual ao nosso e  de todos os animais.

A principal diferença entre o sangue dos insetos e o dos vertebrados, incluindo os humanos, é que o  sangue de todos animais vertebrados (você pode ser uma excesão, aliás todos podem ver o bioblog, inclusive os insetos) e de todos animais possuem células vermelhas (hemoglobina). Insetos e outros invertebrados, por outro lado, têm o que é chamado de hemolinfa – um fluido heterogêneo que corre através do corpo, banhando todos os tecidos internos.

Os pigmentos da hemolinfa são geralmente bem pálidos ficando-a  clara ou tingida com amarelo ou verde (a cor vermelha que você vê quando mata uma mosca é geralmente o pigmento que está localizado nos olhos do animal).

Diferente do sistema circulatório fechado encontrado nos vertebrados, os insetos possuem um sistema aberto, onde faltam as artérias e veias. A hemolinfa flui livremente através de seus corpos, lubrificando os tecidos e transportando nutrientes e dejetos.

Para melhorar esse conteúdo pesquise mais sobre o assunto com o que achar interessante, pode também colocar alguns insetos que não citamos mas isso é moleza, o que eu quero mesmo é mais conteúdo, envie o que você gostou como um comentário indicando também as referencias de sites ou livros. Até a próxima.