Posts com Tag ‘sangue’

Tipagem sanguínea cont.

Publicado: 3 de agosto de 2010 por Felipe em BioEscola, Genética
Tags:, ,

Primeiramente observe a tabela abaixo:

Fenótipos Sanguíneos Aglutinogênios nas Hemácias Aglutininas no plasma Genótipos
AB A e B I^A I^B
A A Anti-B I^A I^A,I^A i
B B Anti-A I^B I^B,I^B i
O Anti-A e Anti-B ii

O grupo sanguíneos de uma pessoa determinado verificand0se a existência ou não de aglutinação das hemácias, quando seu sangue é misturado com soros portadores de aglutininas, para tanto, procede-se da seguinte maneira:

I.  Coleta-se o sangue cujo grupo sanguíneo se deseja determinar, em seguida colocam-se 2 gostas de sangue sobre uma lamina de microscopia.

II. Sobre uma das gotas de sangue aplica-se 1 gota de soro contendo aglutininas   Anti-A, sobre a outra gota de sangue aplica-se a gota de soro com aglutininas   Anti-B.

Interpretação dos resultados:

I.  Não havendo aglutinação em nenhuma das duas gotas de sangue, o individuo pertence ao grupo O.

II.   Havendo aglutinação nas duas gotas de sangue o indivíduo pertence ao grupo AB.

III.  Havendo aglutinação apenas na gota de sangue onde se aplicou o soro Anti-A, o indivíduo é do grupo A.

IV.  Havendo aglutinação apenas na gota de sangue onde se aplicou o soro Anti-B, o indivíduo é do grupo B.

Da mesma forma acontece para saber o fator Rh, coloca-se uma gota do soro Anti-Rh na gota de sangue e se aglutinar o fator é (+) e da mesma maneira se não aglutinar o fator é  (-).

Tudo isso ocorrerá na aula prática do Prof.Fabricio, não tenha medo de ser furado (a) e participe, Felipe, Laís e Ruam  fizemos nosso teste e deu o seguinte:

FELIPE………….O+

Laís……………..O-

Ruan…………. O-

Post organizado por Laís Vasconcelos e publicado por Felipe.

Anúncios

A tabela abaixo, nos ajuda a entender como combinamos geneticamente nossos grupos sanguíneos. Através dela você determina como podem ser os grupos sanguíneos dos filhos a partir dos grupos dos pais.
Lembre-se: quando nos referimos ao grupo sanguíneo de uma pessoa, estamos nos referindo ao seu Fenótipo. Para cada fenótipo pode existir mais de um Genótipo. Veja no quadro abaixo os genótipos correspondentes para cada fenótipo.

FENÓTIPO (GRUPO) GENÓTIPO
A AO e AA
O OO
B BO e BB
AB AB

Se você é do grupo A, você deve possuir um dos dois genótipos: AA e AO
Se você é do grupo O seu genótipo é OO

Para utilizar a tabela abaixo, primeiramente determine os genótipos possíveis dos pais.
Exemplo 1: O pai é do grupo A e a mãe é do grupo AB.Determine a probabilidade dos filhos nascerem com o mesmo fenótipo da mãe.

Pai = fenótipo = A, genótipos possíveis= AA e AO
Mãe= fenótipo= AB, genótipos possíveis= AB

Para o pai AO e a mãe AB temos :

  A O
A AA AO
B AB BO

 

AA = 1/4 = 25%

AB = 1/4 = 25%

AO = 1/4 = 25%

BO = 1/4 = 25%

Ou seja, se o fenótipo da mãe é AB os filhos tem 25% de chance de nascerem com o mesmo fenótipo da mãe.

Para o pai AO e a mãe AB temos :

  A A
A AA AA
B AB AB

 

AA = 2/4 = 50%

AB = 2/4 = 50%

Ou seja, se o fenótipo da mãe é AB os filhos tem 50% de chance de nascerem com o mesmo fenótipo da mãe.

Sabemos que o coração “bombeia” o sangue gerando a circulação sanguínea, mas serásabemos quem realmente descobriu ? Prestem bem atenção e veja quem e como foi descoberto:

  Durante a historia percebemos que o coração é associado a diversos fatores que levam desde atributos  a sentimentos humanos, como ao ódio, inveja e principalmente o amor. Não sabia  certamente pra que sevia o caração mas com o passar da historia, mais precisadamente no século 17 o  médico inglês William Harvey descobriu através de uma série de estudos a função do coração, que  distribui o sangue oxigenado a todos os orgãos e , ao mesmo tempo, recebe o não oxigenado e que havia dois grandes circuitos realizada pelo organismo humano (o geral e o pulmonar)         

O cientista baseou-se em suas pesquisas sobre a circulação do sangue e o movimento do coração em   animais vivos, assim como em dissecações, para explicar o mecanismo do aparelho circulatório, que expôs em sua obra ENSAIO ANATÔMICO SOBRE O MOVIMENTO DO CORAÇÃO E DO SANGUE NOS ANIMAIS, publicada em 1628. 

A partir desse momento, a ciência conheceu o mecanismo da circulação sanguínea, deduzida por Harvey por meio da evidência externa, uma vez que não possuía microscópio para explorar o funcionamento dos vasos e explica a passagem do sangue por eles.

Insetos tem sangue ?

Publicado: 2 de maio de 2010 por Felipe em BioCuriosidades
Tags:,

Você pode até está respondendo agora, acho que não nunca vi uma formiga nenhuma  mosca e nem uma barata sair sangue dela. Mas na realidade os insetos tem sangue, mas não igual ao nosso e  de todos os animais.

A principal diferença entre o sangue dos insetos e o dos vertebrados, incluindo os humanos, é que o  sangue de todos animais vertebrados (você pode ser uma excesão, aliás todos podem ver o bioblog, inclusive os insetos) e de todos animais possuem células vermelhas (hemoglobina). Insetos e outros invertebrados, por outro lado, têm o que é chamado de hemolinfa – um fluido heterogêneo que corre através do corpo, banhando todos os tecidos internos.

Os pigmentos da hemolinfa são geralmente bem pálidos ficando-a  clara ou tingida com amarelo ou verde (a cor vermelha que você vê quando mata uma mosca é geralmente o pigmento que está localizado nos olhos do animal).

Diferente do sistema circulatório fechado encontrado nos vertebrados, os insetos possuem um sistema aberto, onde faltam as artérias e veias. A hemolinfa flui livremente através de seus corpos, lubrificando os tecidos e transportando nutrientes e dejetos.

Para melhorar esse conteúdo pesquise mais sobre o assunto com o que achar interessante, pode também colocar alguns insetos que não citamos mas isso é moleza, o que eu quero mesmo é mais conteúdo, envie o que você gostou como um comentário indicando também as referencias de sites ou livros. Até a próxima.